É importante acreditar na inerrância bíblica? Por quê?

0 18

Realmente importa se a Bíblia é perfeita e sem erros? Muitos hoje questionam se há algo que possamos saber com certeza. Essas pessoas ecoam a pergunta que Pilatos fez a Jesus séculos atrás: “O que é a verdade?”


No entanto, a inerrância bíblica é extremamente importante. O cristianismo repousa sobre se as palavras que são a base de nossa fé são verdadeiras. Esta edição reflete sobre o caráter de Deus e é fundamental para a nossa compreensão de tudo o que a Bíblia ensina. Aqui estão algumas razões pelas quais devemos nos apegar à importância da inerrância bíblica:

1. A própria Bíblia afirma ser perfeita. “As palavras do SENHOR são palavras puras, como prata refinada em uma fornalha no chão, purificada sete vezes” (Salmo 12:). 6 “A lei do SENHOR é perfeita” (Salmo 19:) “Toda palavra de Deus é pura” (Provérbios 30: 5). Essas reivindicações de pureza e perfeição são afirmações absolutas. A Palavra de Deus não é “quase sempre” verdadeira ou “quase” perfeita. A Bíblia não afirma apenas ser verdadeira em assuntos espirituais, mas não em outros assuntos. Não, a Bíblia defende a perfeição completa, não deixando espaço para outras opções ou teorias.

2. A palavra permanece ou cai como um todo. Se ele afirma ser perfeito, não deve conter nenhum erro ou é um livro de erros. Se a Bíblia está errada sobre geologia, por que sua teologia deve ser confiável? É um documento confiável ou não é.

3. A Bíblia é um reflexo de seu autor. Se é inspirado por Deus (2 Pedro 1:21) e é inspirado por Deus (2 Timóteo 3: 16-17), então deve ser perfeito. Caso contrário, temos um grande problema com o caráter de Deus.
Em outras palavras, se Deus pode criar o universo, certamente pode escrever um livro. E, se Ele é um Deus perfeito (se Ele não é perfeito, Ele não pode ser Deus), quando encontramos uma preocupação com a Bíblia, pode ser uma questão de interpretação ou, em alguns casos, uma questão de entendermos o texto correto do texto original. No entanto, as palavras originalmente reveladas das Escrituras vêm de Deus. Sendo esse o caso, eles devem ser perfeitos.

4. A Bíblia é perfeita; nós somos imperfeitos. “Para a palavra de Deus… Julga os pensamentos e atitudes do coração” ( Hebreus 4:12)) Observe a relação entre “o coração” e “a Palavra”. A Palavra examina; o coração está sendo examinado. A Bíblia nos chama a viver de acordo com seus caminhos, sem questionar se vale a pena seguir seus caminhos. Como Romanos 9:20 diz:
“Mas quem é você, ó homem, para responder a Deus?” (Romanos 9:20).

5. A mensagem da Bíblia deve ser tomada como um todo. Não é um buffet de ensinamentos dos quais podemos escolher o que gostamos. Muitas pessoas gostam dos versículos sobre o amor de Deus, mas não aqueles que falam de julgamento. Mas não podemos simplesmente escolher as partes que gostamos e descartar o resto.
Se a Bíblia está errada sobre o inferno, por exemplo, como podemos saber que é certo sobre o céu ou sobre qualquer outra coisa? Se a Bíblia está errada sobre como Deus criou a Terra, como podemos confiar no que diz a respeito do fim do mundo? A Bíblia é unificada; apresenta-nos uma imagem completa de quem é Deus. “Para sempre, ó Senhor, a tua palavra está firmemente fixada nos céus”(Salmo 119: 89).

6. A Bíblia é nossa única regra de fé e prática. Se não é confiável, então em que baseamos nossas crenças? Jesus pede nossa confiança, e isso inclui confiança no que Ele diz em Sua Palavra. Em João 6: 67-69 , Jesus acabara de testemunhar a partida de muitos que pretendiam segui-Lo. Então ele se vira para os doze apóstolos e pergunta: “Você também quer ir embora?” Nisto, Pedro fala para o resto dos discípulos: “Senhor, a quem iremos? Você tem as palavras da vida eterna”. A convicção de Pedro também deve ser nossa. Devemos ver o Senhor como tendo as palavras da vida.


Não há outra fonte. Inerrância bíblica não significa que devemos parar de
usar nossa mente para melhor entender ou interpretar as Escrituras. Somos ordenados a estudar a Palavra (2 Timóteo 2:15) Aqueles que a procuram são elogiados (Salmo 1: 1-2 ; Atos 17:11). Além disso, reconhecemos que há passagens difíceis na estudo biblico, bem como discordâncias sinceras sobre a interpretação. Nosso objetivo é abordar as Escrituras com reverência e oração. Quando encontramos algo que não entendemos, buscamos uma resposta de Deus através da oração e da pesquisa. Voltamos ao autor para uma compreensão mais profunda de Sua perfeita Palavra.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.